VIAGEM BY CÓRDOBA, ARGENTINA

Conheça Córdoba e se encante!

Hoje vou levá-los a conhecer um pouco de Córdoba, segunda cidade mais importante da Argentina.

Do alto, é possível ter uma visão do Centro e da região de Nueva Córdoba, com o vislumbre da Puente del Bicentenario, que cruza o Rio Suquía, da nova casa do governo, do Parque Sarmiento e do Faro del Bicentenario

Estive naquela bela província em janeiro último, na companhia de minhas filhas Carol e Sthephanie. Que região linda! Pegamos um voo em Buenos Aires e voamos uma média de duas horas até a capital. Passamos o dia circulando pela cidade, já que alugamos um carro para facilitar as nossas descobertas.

Almoçamos no El Celta Restaurant, especialista em frutos do mar, e tem mais de 30 anos. Depois fomos conhecer alguns pontos turísticos da cidade.

O Paseo Sobremonte é repleto de história, a começar pela construção, datada de 1785. Os jardins são pontos de descanso entre os turistas, enquanto o Palácio da Justiça guarda importante obras de arte.

Localizada no Centro da cidade, a Plaza de la Intendencia conta com uma bela e ampla área verde. Ela é cercada pelo Palacio de Justiça e pelo Palacio Municipal 6 de Julio.

A Avenida Sabattini é uma das principais avenidas de Córdoba, conectando o Centro a outros bairros locais. Ela está para a cidade assim como São Paulo está para a Avenida Paulista.

Ainda que não tenha o apelo de Buenos Aires ou Bariloche, Córdoba merece atenção com seus cenários convidativos, repletos de belezas naturais e históricas.

Pela cidade de Córdoba, é possível avistar uma universidade e diversas escolas, que compõem a atmosfera jovial em meio a um lugar que soube preservar bem seu clima interiorano. Além disso, suas atrações incluem construções jesuísticas bem preservadas e uma natureza impactante.

Fundada em 1622, a Universidade Nacional de Córdoba foi a primeira da Argentina. Hoje, Córdoba se transformou em uma cidade universitária onde vivem mais de 100 mil estudantes.

Durante cem anos, o Paseo del Buen Pastor abrigou um presídio feminino. Revitalizado, se tornou um complexo cultural com galeria de arte e espaços para shows de música e dança.

Inaugurada no século 18, a Catedral de Córdoba, levou quase 200 anos para ser concluída. O edifício é uma mistura de estilos: a fachada é neoclássica, a cúpula é românica e as torres são barrocas.

O edifício neoclássico, no Parque Sarmiento, abriga o Museu de Bellas Artes Emilio Caraffa. No acervo focado em arte contemporânea, destacam-se artistas argentinos Emilio Pettoruti e Martín Blazsko.

A mansão em estilo francês foi transformada no Museu Superior de Bellas Artes Evita, um dos mais importantes da Argentina. No acervo, obras de Pablo Picasso e Francisco de Goya.

O edifício em tons rosa, do século 17, abriga o Monastério das Carmelitas Descalças. No seu interior, o Museu de Arte Religiosa Juan de Tejeda expõe imagens sacras.

A Cripta Jesuítica do século 18 foi descoberta por acaso apenas em 1989. As paredes subterrâneas de pedra abrigam um museu com objetos e estátuas religiosas.

A presença dos jesuítas está em várias construções. Fundada em 1622, Santa Catalina foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

A igreja de Santa Catalina, de 1723, com imponente fachada barroca, é um dos principais exemplares arquitetônicos da presença dos jesuítas na região.

Localizada no centro do país, a cidade foi fundada em 1573 pelos colonizadores espanhóis, que viram na localidade um conveniente ponto de parada entre o Alto Peru e o Rio da Prata. Toda essa história, inclusive, é preservada em suas construções do período jesuítico, nos prédios de tijolos vermelhos e nas fachadas coloniais.

Outro belo atrativo são as charmosas fazendas de seus arredores e seu belo entorno serrano. A qualidade do ar das famosas encostas cordobesas é um delicioso respiro para quem busca renovação e uma dose de tranquilidade.

Em Córdoba, capital, ficamos hospedadas no elegante e charmoso Sacha Mistol Art Hotel, antiga casa de um dos governadores do início do século XX,  está situado no centro e oferece quartos com quadros artísticos e nomes interessantes.

Fomos jantar no El Papagayo Restaurant (fizemos reserva com bastante antecedência). Local lindo, aconchegante e de uma gastronomia espetacular. A culinária do El Papagayo é contemporânea, com opção de nove e onze passos (optamos por 11 passos). Cada prato reserva uma surpresa, seja no sabor ou na apresentação. Alguns dá até vontade de guardar de lembrança, de tão bonito que é! E os vinhos? Salivei agora, risos!

No dia seguinte subimos a serra para conhecer a região de Córdoba. Dia nublado e chuvoso! Aja adrenalina! Paramos diversas vezes para apreciar a beleza, as cachoeiras, degustar as comidas típicas da região. 

Passamos em Alta Gracia para conhecermos o Museu de Che Guevara, casa onde ele viviu alguns anos em sua infância.

Poblacion foi a cidade onde ficamos durante dois dias, no alto da serra, em uma charmosa pousada Tierra Sagrada Eco Lodge, perdida no meio de tanta beleza, que é a natureza.

Quer uma dica? Vá conhecer a Província de Córdoba. Você vai se encantar com tudo! O Roteiro foi do Receptivo Ondas Buenas @ondasbuenas.

Facebook